;

Header Ads

Governo faz alerta para possibilidade de tempestade até sábado

A maior parte de Minas Gerais deve enfrentar chuvas fortes, com grande volume de água.


Governo faz alerta para possibilidade de tempestade até sábado

Foi identificada a possibilidade de tempo severo em grande parte do Estado de Minas Gerais para as próximas 24 horas e ainda nos estados de Goiás, Rio de Janeiro e Espírito Santo. São temporais com capacidade de provocar granizo, vendavais, tornados, raios e chuva torrencial.

No começo da tarde dessa quinta-feira, moradores da Zona da Mata mineira reportaram a ocorrência de chuva intensa com forte ventania.

A atuação da Zona de Convergência do Atlântico Sul, intensificada pela formação de um sistema de baixa pressão, deverá produzir volumes de chuva significativos em áreas da porção Centro/Norte/Oeste/Leste de Minas Gerais com acumulados entre 100 e 150mm, nas próximas 24 horas, não se descartando acumulados próximos aos 200mm.


"As equipes de Defesa Civil dos municípios devem reforçar os efetivos para atuar durante os temporais e aumentar a quantidade de veículos, inclusive os de outros órgãos e outras secretarias das cidades. Os postos de saúde e as estruturas de assistência social também devem operar em regime especial. Cada prefeitura vai elaborar um documento único com os locais de risco, que será divulgado à população", divulgou o governo de Minas Gerais.


As cidades que poderão ser atingidas são:

Belo Horizonte e Região Metropolitana, Frutal, Ituiutaba, Uberlândia, Patrocínio, Uberaba, Araxá, Passos, Pimhui, São Sebastião do Paraíso, Poços de Caldas, Pouso Alegre, Itajubá, Santa Rita do Sapucaí, Alfenas, Campo Belo, Varginha, São Lourenço, Lavras, Andrelândia, Juiz de Fora, São João del Rei, Oliveira, Formiga, Divinópolis, Bom Despacho, Patos de Minas, Paracatu, Três Marias, Pará de Minas, Itaguara, Conselheiro Lafaiete, Barbacena, Cataguases, Ubá, Viçosa, Muriaé, Ouro Preto, Ponte Nova, Manhuaçu, Itabira, Sete Lagoas, Curvelo, Pirapora, Unaí, Januária, Montes Claros, Bocaiúva, Grão Mogol, Janaúba, Salinas, Pedra Azul, Almenara, Araçuaí, Nanuque, Teófilo Otoni, Peçanha, Governador Valadares, Conceição do Mato Dentro, Ipatinga, Caratinga e Aimorés.

Medidas de proteção

Além da ação das prefeituras e do Estado, é importante que as pessoas adotem posturas de autoproteção e evitem, por exemplo, ir a locais que têm histórico de inundação durante a chuva. “Não é o caso de permanecer exclusivamente em casa, mas a população precisa se cuidar. Se alguém sai do serviço no horário do temporal, é essencial esperar o nível da água baixar. O que essa pessoa não pode fazer é voltar para casa na hora, porque há o risco de ficar preso em um lugar que inunda no meio do caminho”, explica Godinho.

Previsão

Entre esta quinta-feira (23) e o meio-dia de sábado (25), a maior parte de Minas Gerais deve enfrentar chuvas fortes, com grande volume de água. Ao todo, estão previstos 250 milímetros, no acumulado de 72 horas, como afirma a meteorologista do Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam), Laís Alves Santos. Ela explica que os temporais devem ocorrer principalmente durante a noite e a madrugada.

As rajadas de vento podem chegar a até 80 quilômetros por hora e no Sul de Minas há chance de granizo. Segundo Laís, as regiões mais afetadas do estado serão Central, Sul, Oeste e Leste. Em um primeiro momento, os temporais ficam concentrados na Zona da Mata, no Vale do Rio Doce e no Vale do Mucuri. Em seguida, a situação climática se estende para a Grande BH e para as demais áreas.

“Infelizmente, não conseguimos precisar como será essa divisão das tempestades. Os modelos meteorológicos trazem certezas e incertezas, mas essa situação está aparecendo há mais de dez dias. Existe uma oscilação dessa nebulosidade, mas em algumas regiões pode chover o acumulado do dia inteiro em apenas uma hora”, diz.

Nenhum comentário