;

Header Ads

Por decisão judicial, Lavras adere ao ‘Minas Consciente”

Prefeitura de Lavras nega superfaturamento em compra de materiais

Por uma decisão judicial que obriga municípios mineiros a cumprirem regras mais rígidas no combate e enfrentamento à Covid-19 impostas pelo Governo do Estado, a Prefeitura de Lavras aderiu as regras de funcionamento do comércio definidas pelo programa “Minas Consciente”.

Havia um decreto da prefeitura de Lavras que previa o fechamento do comércio e abertura apenas de serviços essenciais começaria neste sábado (11). Mas nesta sexta-feira (10) o prefeito José Cherem (PSD) publicou um novo decreto revogando o antigo e incluindo Lavras no programa do governo estadual Minas Consciente.

Isso significa que Lavras se encaixa na chamada “Onda Branca”, situação que é menos restritiva e permite o funcionamento de alguns estabelecimentos, não só os essenciais.

Na quarta-feira (8), o prefeito José Cherem mostrou preocupação em relação ao aumento de casos e mortes de coronavírus na cidade, além da ocupação de leitos, que na ocasião era de 100% dos leitos de UTI no Hospital Vaz Monteiro e 44% da Santa Casa. Lavras é a cidade do Sul de Minas com mais mortes por coronavírus.

Agora, a intenção da prefeitura é seguir as determinações do programa estadual, que coloca macrorregiões do estado em ondas diferentes em relação à flexibilização das atividades durante o período de pandemia do coronavírus.


“O município fez a adesão ao movimento que é mais maleável para que nós possamos transitar de uma onda pra outra. Acho as ondas bastante rigorosas. Uma delas é a macrorregião Sul, que está na onda branca, enquanto as outras ainda em serviços essenciais, dependendo do município”, explicou José Cherem.

De acordo com o secretário adjunto de saúde de Minas Gerais, Fernando Passalio, o Plano Minas Consciente foi desenvolvido pelo Governo de Minas para dar aos prefeitos uma alternativa responsável e gradual de retomada das atividades econômicas. Para tanto, todas as quartas-feiras, o Comitê Extraordinário da Covid-19 se reúne e delibera em relação às ondas, sendo a onda verde, a branca, a amarela e a vermelha. A progressão é por macrorregião. Atualmente, as regiões Norte, Sul, Centro-Sul e Leste do Sul estão na onda branca.

As Ondas do Projeto “Minas Consciente”

As atividades econômicas são setorizadas em quatro “ondas”, liberadas para funcionamento de forma progressiva, conforme indicadores de capacidade assistencial e da propagação da doença em cada região.

  • Onda verde – apenas serviços essenciais;
  • Onda branca – primeira fase;
  • Onda amarela – segunda fase;
  • Onda vermelha – terceira fase.

Tire aqui suas dúvidas sobre o Minas Consciente.

Nenhum comentário