;

Header Ads

Nascidos em agosto recebem abono salarial do PIS

Segundo a Caixa, mais de 736 mil trabalhadores nascidos em agosto têm direito ao saque do benefício

Nascidos em agosto recebem abono salarial do PIS nesta terça-feira

O pagamento do abono salarial 2020/2021 de até R$ 1.045 do começa nesta terça-feira (18) aos nascidos em agosto que trabalharam por pelo menos um mês com carteira assinada em 2019. No caso do PIS, o pagamento é feito pela Caixa. Já para o Pasep, o Banco do Brasil libera também nesta terça-feira o pagamento para servidores públicos com final de inscrição 1.

Para quem não tem conta nos bancos estatais, o calendário de pagamentos segue até o dia 31 de julho de 2021, de acordo com o mês de nascimento para inscritos no PIS (Programa de Integração Social), ou número de inscrição dos beneficiários associados ao Pasep (Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público).


Quem tem direito


Para ter direito ao abono de até um salário mínimo (R$ 1.045), é necessário ter trabalhado formalmente com remuneração média de até dois salários mínimos, estar cadastrado no PIS/Pasep sistema há pelo menos cinco anos e ter tido seus dados informados corretamente pelo empregador na Rais (Relação Anual de Informações Sociais).

Segundo a Caixa, mais de 736 mil trabalhadores nascidos em agosto têm direito ao saque do benefício, totalizando cerca de R$ 568 milhões em recursos disponibilizados.

A quantia que cada trabalhador tem para receber é proporcional ao número de meses trabalhados formalmente em 2019. Varia de R$ 88 (para quem trabalhou por um mês) a R$ 1.045 (para quem trabalhou por todos os 12 meses), conforme a proporção do salário mínimo vigente na data do pagamento.

Os trabalhadores que nasceram entre julho e dezembro recebem o PIS ainda neste ano. Os nascidos entre janeiro e junho terão o recurso disponível para saque em 2021. Os servidores públicos com o final de inscrição do Pasep entre 0 e 4 também recebem este ano. Já as inscrições com o final entre 5 e 9, no próximo ano.

O saque pode ser realizado até 30 de junho de 2021. Em todo o calendário, a Caixa disponibilizará R$ 15,8 bilhões para 20,5 milhões trabalhadores. 

Nenhum comentário