LabCovid estende atendimento a mais nove municípios

LabCovid estende atendimento a mais nove municípios

O LabCovid, Laboratório de Diagnóstico Molecular da Covid-19, da Universidade Federal de Lavras (UFLA), começou nesta semana a atender mais nove municípios. Os exames tipo RT-PCR para diagnóstico da Covid-19 para essas cidades serão feitos pelo fluxo de atendimento relativo ao credenciamento do LabCovid à Fundação Ezequiel Dias (Funed).  A Superintendência Regional de Saúde de Varginha definiu a microrregião de Aiuruoca para atendimento.

Passam a integrar a relação de municípios atendidos pelo LabCovid: Aiuruoca, Alagoa, Baependi, Carvalhos, Caxambu, Cruzília, Minduri, Seritinga e Serranos.  A inclusão desse grupo aumentará a cota de realização de exames via fluxo Funed de 800 para 1200 exames por mês. O LabCovid já vinha se organizando para absorver aumentos na demanda de atendimento, e passa agora a receber as amostras de 19 municípios, no total. A inserção de novas cidades facilita a logística de atendimento no Estado, contribuindo para o cenário de enfrentamento à Covid-19. Pela parceria, a Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) garante insumos e reagentes para a realização dos testes. O quantitativo enviado à UFLA já permite a realização de exames até setembro.

O coordenador-geral do LabCovid, professor Bruno Del Bianco Borges, ressalta que uma vantagem importante desse serviço para a região é a agilidade. "Nosso protocolo prevê a liberação dos resultados em até 72 horas úteis, porém estamos conseguindo liberar com maior celeridade, sendo possível obter esses resultados em 24 horas. Essa agilidade é muito positiva para as políticas de controle da doença e enfrentamento da pandemia".

O professor Bruno complementa que as Universidades desempenham um papel fundamental no contexto da pandemia, utilizando dos recursos humanos, estrutura e tecnologias a serviço da sociedade. “Nesse sentido, a maior abrangência no atendimento aos municípios do Sul de Minas pelo LabCovid reafirma o compromisso da UFLA no combate à pandemia da COVID-19", diz.


Fonte: Ascom UFLA

Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem