Receita Federal descaracteriza 62 mil maços de cigarros

Receita Federal descaracteriza 62 mil maços de cigarros

Entre os dias 16 a 20 de agosto, a Receita Federal descaracteriza 62 mil maços de cigarros contrabandeados, que foram apreendidos em operações de fiscalização da Receita Federal e das Policias Federal, Rodoviária Federal e Militar. A carga enviada para a Universidade Federal de Lavras (UFLA) está avaliada em R$310 mil.  

Para viabilizar a descaracterização é utilizada a máquina desenvolvida pela UFLA, que realiza a separação de embalagens, tabaco e o filtro dos cigarros, com capacidade de separar o conteúdo de 1.161 maços de cigarro por hora.

O objetivo da descaracterização é o aproveitamento dos itens: o tabaco será utilizado em processos de compostagem para confecção de adubo; estudos estão sendo realizados para aproveitar os filtros, utilizando-os em compostos para fazer telhas e blocos; e os plásticos das embalagens serão enviados para a coleta seletiva para reciclagem.

"Estamos dando uma destinação sustentável aos cigarros, que são nocivos à saúde. Revertendo algo ruim em benefício da comunidade e do meio ambiente. E, ao mesmo tempo economizando recursos públicos, já que a parceria para descaracterização dos cigarros, não gera custos para a Receita Federal, além de fomentar os projetos sustentáveis da UFLA" explica o Delegado da Receita Federal do Sul de Minas, auditor-fiscal Michel Lopes Teodoro


Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem