Receita Federal destina mais de R$1,7 milhão em mercadorias no Sul de Minas

Receita Federal destina mais de R$1,7 milhão em mercadorias no Sul de Minas

Entre os meses de janeiro e agosto de 2021, a Receita Federal destinou R$1,7 milhão em mercadorias para entidades beneficentes e órgãos públicos no Sul de Minas.  Essas mercadorias foram apreendidas em operações de fiscalização realizadas pela Receita Federal em parceria com a Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Militar, tais como a Operação Oriente.

Do total, R$1.336.189,18 foram para órgãos públicos. Nesse valor estão incluídas as destinações de mercadorias que foram inutilizadas por transformação, tais como bebidas, cigarros e vestuário descaracterizados em parceria com o Instituto Federal do Sul de Minas e com a Universidade Federal de Lavras.  

Os cigarros foram transformados em adubo orgânico, bebidas alcoólicas e perfumes foram transformados em álcool em gel e os vestuários tiveram as logomarcas removidas para doação ou foram transformados em máscaras. 

Para as entidades sem fins lucrativos, foram R$373.186,48 em mercadorias diversas que podem ser utilizadas nas atividades das entidades ou vendidas em bazar para angariar recursos. Mais de 30 entidades foram beneficiadas com destinações, incluindo hospitais, lares de idosos e associações de apoio a crianças e pessoas com necessidades especiais.

Além das destinações, 30% das mercadorias que estavam no depósito de mercadorias apreendidas da Receita Federal em Poços de Caldas foram leiloadas.

 O Delegado Adjunto da  Receita Federal em Varginha auditor-fiscal Henrique Viegas destaca a relevância social desse trabalho 

"Ficamos muito felizes de poder contribuir na construção de um Brasil melhor. Dentro do espírito de Cidadania Fiscal, e sempre respeitando o princípio da legalidade, a Receita Federal consegue com a destinação devolver para a sociedade parte do que lhe foi tirado por meio de práticas ilegais e de concorrência desleal. Nesse sentido, o foco da atual administração é, sempre que possível, dar uma destinação sustentável às mercadorias apreendidas. Dessa forma, contribuímos significativamente com as políticas públicas e sociais de nosso país ".  


Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem