Candidatos ficam impedidos de participar de inaugurações de obras

Uma norma do TSE estabelecida esta semana, vai frustrar as pretensões de muitos candidatos a deputado federal e estadual em Lavras e região. Segundo a norma, os candidatos estarão impedidos de comparecer a inaugurações de obras públicas a partir de 3 de julho.

A determinação irritou candidatos a deputado estadual e federal que divergem com relação ao rigor do novo calendário eleitoral. A medida é vista como regra de equilíbrio entre os nomes, porém enxerga-se desvantagem para parlamentares que tentam reeleição. Norma foi estabelecida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) esta semana.

De acordo o deputado federal Paulo Piau (PMDB), que também tem Lavras com base eleitoral, até então havia apenas o impedimento de compor mesa oficial, ser citado em discursos ou ter direito à palavra em solenidades durante o período eleitoral. Piau (foto), entende que é natural a lei endurecer e, com isso, as condições ficam iguais para todos os candidatos. Porém, afirma que a proibição é desvantagem para quem já tem mandato e ações em andamento.

No entanto, há quem considere que a medida nivela os candidatos e representa mais credibilidade ao processo eleitoral. De acordo com um pré-candidato ouvido por O Lavrense, o equilíbrio entre os aspirantes à reeleição e novatos, aliados e oposição, minimiza o uso da máquina administrativa com objetivos eleitoreiros.

De acordo com o novo calendário publicado, a partir de 3 de julho fica proibido o comparecimento de qualquer candidato a esse tipo de evento. A norma anterior vedava participação somente de candidatos aos cargos do Poder Executivo: presidente da República, governador e vices.
Postagem Anterior Próxima Postagem