-->

Pacientes não emergenciais lotam pronto-socorro e prejudicam atendimento

A população de Lavras sofre com o pronto-socorro lotado. Isso acontece, principalmente, porque cerca de 80% dos 350 pacientes atendidos por dia na Unidade Regional de Pronto Atendimento (URPA) não são de emergência. São pessoas que não precisam de tratamento imediato ou de urgência e poderiam ser atendidas em postos de saúde. Dos nove pacientes que passaram pela URPA, durante o período de uma hora e meia em que a reportagem estava no local, nenhum deles precisava de atendimento de emergência.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, não existe nenhuma campanha para informar os pacientes sobre o funcionamento dos Pronto Atendimentos, mas desde o ano passado a Secretaria estabeleceu que toda unidade conveniada ao Sistema Único de Saúde (SUS) deve aderir ao Protocolo de Manchester, que é um sistema de triagem e classificação de pacientes, de acordo com o risco de morte. O Secretário Municipal de Saúde de Lavras, José Mourão, admite que existem falhas no serviço de saúde oferecido aos pacientes do SUS, como falta de médicos. Para ele, outro problema seria a falta de informação para as pessoas.

Classificação

De acordo com o Protocolo de Manchester, pacientes de emergência apresentam os seguintes sintomas: vômito, perda de consciência, intoxicações, tentativa suicídio, parada cardiorrespiratória, queimaduras, crises convulsivas, hipertensão e vítimas de acidentes. Já os pacientes de urgência, são aqueles que têm doenças como diabetes, pessoas com febre alta (entre 39° e 40°), com náuseas, desidratação, ou quem foi atacado por animais peçonhentos.

06/07/11

Fonte: Eptv

Gostou? Então compartilhe!

Tags:

Comente esta notícia

LEIA AS REGRAS: Comentários que contenham palavrões, ofensas ou que não tenham relação com o assunto tratado na notícia podem ser deletados sem nenhum aviso. Em hipótese alguma faça propagandas de outros sites ou blogs. OBS: Os comentários dos leitores não refletem a opinião de O LAVRENSE
Comentário(s)
6 Comentário(s)

6 comentários:

  1. Elisa15:04

    É verdade que muita gente procura o PA sem necessidade de urgência mas também é verdade que muita gente só se desloca até lá porque não encontra médico nos postos de saúde ou PSFs.

    ResponderExcluir
  2. Joana15:19

    Eu mesma ja passei muita raiva dentro daquele P.A. depois vem os politicos dizer que Lavras tem uma saúde pública "primeiro mundo". aaah vá!

    ResponderExcluir
  3. Nilton César13:20

    Essa história de que o Cherem ta querendo acabar com a URPA é verdade ou só boato??

    ResponderExcluir
  4. Anônimo22:49

    É VERDADE. EM SEGUIDA ELE VAI FECHAR AS ESCOLAS E A UFLA E DEPOIS A COFAP.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo16:34

      Sem falar que ele está vendendo o Batalhão, o Corpo de Bombeiros e a igreja matriz.

      Excluir
  5. Anônimo14:22

    Atenção: dia 13 de dezembro vai rolar uma degola geral na saúde. Contratados...aproveitem os últimos dias...

    ResponderExcluir