Sistema de Passagem Integrada Bairro a Bairro começa a operar em Lavras

O sistema de passagem integrada bairro a bairro começou a funcionar nesta terça-feira (18), em todas as linhas de ônibus que operam dentro do município de Lavras. A partir de agora os passageiros que desejarem se deslocar de um bairro a outro não pagarão pela segunda passagem: o segundo trecho será gratuito.

Como funciona

Os usuários que possuem o “Cartão Autopass”, ao registrar o primeiro deslocamento entre qualquer bairro e o centro de Lavras, teram 60 minutos para pegar um segundo ônibus em direção a outro bairro.

Quem usa o transporte coletivo mas dispõe do cartão também será atendido. Para esses usuários foi criado o “Cartão Autopass Cidadão Retornável”. Ao tomarem um ônibus em seus bairros, pagando em dinheiro, receberão um “Cartão Autopass Cidadão Retornável”, que será utilizado para tomar o segundo ônibus na região central em direção a outro bairro, até 60 minutos após a primeira viagem.

Aos 60 minutos registrados após a entrada no primeiro ônibus, será somado o tempo estimado referente ao trajeto até o centro.

A implantação do sistema de passagem integrada foi um dos compromissos de campanha de Marcos Cherem durante a campanha eleitoral do ano passado. Em entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira (18), o prefeito anunciou também a construção de vinte novos abrigos no centro de Lavras e a assinatura de um convênio com a Autotrans/Turilessa para a contratação do Grupo Tectran, empresa especializada em projetos de Engenharia de Tráfego, Planejamento Urbano e Transporte Público, para que seja realizado um estudo das necessidades de mobilidade urbana de Lavras.

Nós teremos um estudo inédito da mobilidade urbana de Lavras e isso vai permitir saber onde temos de alargar vias, fazer um viaduto, onde nós podemos modificar a ordem do tráfego, para poder ter um trânsito mais harmônico em Lavras.", afirmou Marcos Cherem.

Valor da Passagem

A Autotrans apresentou uma planilha de custos a prefeitura e solicitou um o reajuste da passagem para R$ 2,79, mas o pedido foi recusado por Cherem. O prefeito autorizou aumento foi de 8%, e a passagem agora está custando para R$ 2,55

Perguntado sobre o impacto financeiro das mudanças no orçamento da empresa, Rubens Lessa diretor da Autorans desconversou: “Com certeza é um investimento a mais que a empresa está fazendo, que tem que ser diluído ao longo dos tempos, mas nós estamos conscientes disso e vamos monitorando vendo o equilíbrio econômico do contrato", afirmou Lessa.

Ao longo dos últimos anos a Autotrans/Turilessa se viu forçada a fazer algumas concessões.  Em 2009, por exemplo, a ex-prefeita Jussara Menicucci (PSDB), por meio de decreto, instituiu tarifa especial reduzida no transporte coletivo urbano na cidade. Com a medida, válida nos domingos e feriados oficiais, a população passou a pagar na época apenas R$1,00, em todas as linhas regulares operadas pela empresa Autotrans. Posteriormente o valor foi corrigido para R$1,35.

A medida teria sido tomada levando em conta a necessidade de fomentar o deslocamento da população nos mais diversos pontos da cidade e também para promover maior acesso e incentivo à utilização do transporte coletivo urbano nos domingos e feriados oficiais.

Em 2010, o promotor Eduardo Mendes de Figueiredo, determinou à apuração de eventuais irregularidades no serviço prestado pela Autotrans, que estaria impondo dificuldades aos idosos com mais de 65 anos, ao exigir dos mesmos a apresentação de um documento feito pela própria empresa, para ter acesso ao transporte gratuito nos coletivos.

O objetivo da medida era assegurar que a pessoa maior de 65 anos não seja obrigada a se cadastrar ou a passar por qualquer outro procedimento discriminatório, constrangedor ou, na melhor das hipóteses, burocrático.

19/02/13 - O Lavrense
Postagem Anterior Próxima Postagem