;

Header Ads

Polícia Militar: Denúncias de desvios em carga horária devem ser investigadas

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Giovanne Gomes da Silva, se comprometeu a levar à reunião do alto comando relatos das distorções e desvios no cumprimento de regulamentos internos da corporação de forma a reforçar as normas. Esse foi, segundo o deputado Sargento Rodrigues (PTB), um dos compromissos feitos durante reunião na manhã desta quinta-feira (26).

Comandante-geral da PM se comprometeu a levar à reunião do alto comando relatos das distorções - Foto: Clarissa Barçante

O parlamentar representou a Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) na visita ao comando-geral, que foi um desdobramento de audiência pública na qual foram relatados por entidades representativas dos policiais militares alguns desvios que estariam ocorrendo em especial em companhias do interior do Estado. Os casos envolvem, em especial, escalas de trabalho.

Em alguns locais, o tempo mínimo de descanso entre uma e outra jornada de trabalho não estaria sendo respeitado; em outros, os plantões estariam sendo comunicados sem a transparência e publicidade anteriores exigidos pelos regulamentos.

Foram narradas também situações em que o tempo de deslocamento dos policiais para prestarem serviço em cidades vizinhas não estaria sendo contado como tempo de trabalho. O deputado Sargento Rodrigues lembrou, ainda, de situações em que servidores estariam sendo perseguidos pelos superiores hierárquicos caso apresentassem, por exemplo, licenças-médicas.

O deputado Sargento Rodrigues afirmou que o comandante-geral, coronel Giovanne Gomes da Silva, ouviu atentamente as denúncias e que, nos casos em que há informações para isso, serão abertos procedimentos administrativos para apuração dos fatos. Como medida preventiva, os desvios serão relatados em reunião com o alto comando de forma a reforçar as normas e os procedimentos adequados.

Nenhum comentário