;

Header Ads

Prefeitura inaugura túnel do bairro Centenário


A duplicação da passagem sob a linha férrea que liga os bairros Centenário ao Cascalho, uma obra construída com recursos próprios da Prefeitura de Lavras e que custou aos cofres públicos R$ 1.387.910, 89, foi entregue na manhã de quinta-feira, dia 2.

Prefeitura inaugura túnel do bairro Centenário

A passagem existente há anos, quando aquela região ainda era considerada zona rural, era estreita, com altura que não permitia a passagem de ônibus e caminhões. Com duplicação e aprofundamento do piso, aumentando a altura, permitindo o fluxo de veículos de grande porte, a passagem agora permite o trânsito de veículos de grande porte, como caminhões e ônibus.

Os pedestres também foram beneficiados com a duplicação, antes, eles disputavam espaço com carros e motocicletas, hoje ganharam passeios nas duas laterais, passeios com gradil de proteção, além de iluminação de LED, aumentando a segurança e conforto de quem transita pelo local.

A solenidade de entrega do túnel foi simples e sem a presença de público para evitar acúmulo, devido a pandemia da Covid-19, estiveram presentes à solenidade algumas. Abílio Elias Ticle, o homenageado, nasceu em Cássia (MG) em julho de 1917, veio para Lavras e se estabeleceu no ramo de revendas de máquinas de costura, aqui se casou com Maria Aparecida Unes Ticle, desta união tiveram 9 filhos. 

Abílio foi ativo participante dos trabalhos sociais do município, ele foi um dos sócios fundadores da Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais), foi também sócio fundador do SOS (Serviço de Obras Sociais), foi, por diversas vezes Venerável Mestres da Loja Maçônica Deus e Caridade VIIª, foi orador da Loja e participou ativamente na construção do templo da rua Dona Inácia, inaugurado em junho de 1974.

Abílio foi também presidente por três mandatos da Associação comercial e Industrial de Lavras (Acil), foi presidente do Clube de Lavras e participou ativamente como colaborador de diversas obras assistenciais da cidade. Ele faleceu em março de 1994. Agora seu nome seu nome será, merecidamente, eternizado na obra como: “Túnel Abílio Elias Ticle”.

Nenhum comentário