;

Header Ads

Lavras: Mulher perde quase 3 mil em golpe do WhatsApp clonado

Lavras: Mulher perde quase 3 mil em golpe do WhatsApp clonado

Um dos golpes mais comuns envolvendo aplicativos de mensagens é a clonagem do WhatsApp, ou o chamado "sequestro de perfil de WhatsApp". O crime pode gerar uma grande dor de cabeça para as vítimas e desafia a polícia para desvendar como esse tipo de quadrilha atua. Em Minas Gerais, casos de vítimas desse tipo de golpe surgem a todo momento.

Nesta segunda-feira (21), às 13:00, em Lavras, um homem de 51 anos procurou os militares informando que havia posto um anúncio em um site de vendas e que pouco tempo depois recebeu uma ligação de um indivíduo se passando por funcionário do site, responsável pelo setor de suporte técnico, o qual informou que enviaria um código de confirmação do anúncio.

Acreditando ser verdade, o homem procedeu conforme recomendado e após alguns dias após, recebeu o contato de um amigo perguntando se ele estava precisando de dinheiro, pois teria recebido uma mensagem sua do WhatsApp solicitando o valor de R$ 900,00 e estranhou a mensagem.

Ao perceber que se tratava de um golpe, o solicitante pediu o registro da ocorrência, sendo o fato anunciado para a polícia investigativa.

Às 19:20, uma mulher de 35 anos, procurou os militares informando que havia recebido uma mensagem no WhatApp de uma amiga, solicitando uma transferência no valor de R$ 2.768,00, o que foi feito.

Após alguns minutos esta constatou, através das redes sociais, que o aplicativo da amiga havia sido clonado.

Diante do fato, a mulher solicitou o registro da ocorrência no sentido de tentar reaver o depósito bancário ocorrido em decorrência do golpe.

Verificação em duas etapas

A maior dica para não ser vítima da clonagem de WhatsApp é desconfiar de mensagens pedindo dinheiro, mesmo que seja de um filho, pai, irmão. Basta uma ligação à pessoa que está enviando a mensagem para frustrar o golpe. Se não for possível ligar, peça uma mensagem de áudio, ou pergunte como o contato te conhece, por exemplo.

Outra maneira de se prevenir da clonagem é configurar a verificação em duas etapas no WhatsApp. Dessa forma, além do código de seis dígitos que os golpistas pedem, também é preciso inserir uma senha numérica (definida pelo usuário) para instalar o aplicativo. 

Veja como fazer:

  •    Acesse o menu de três pontos, no canto superior do aplicativo;
  •     Depois toque em Conta e em seguida em "Confirmação em duas etapas";
  •     Você deverá configurar um PIN (senha numérica) e um endereço de e-mail para recuperação da conta caso se esqueça da senha.

Nenhum comentário