Prefeitura de Lavras diz que sigilo da lista de vacinados é amparado na Lei de Proteção de Dados

Prefeitura de Lavras diz que sigilo da lista de vacinados é amparado na Lei de Proteção de Dados

Após questionamentos sobre a falta de transparência em relação aos profissionais de saúde que foram vacinados contra a Covid-19, a prefeitura de Lavras alega estar amparada na Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais que garante o sigilo da identidade de quem foi imunizado. 

 "Em relação a lista dos vacinados no municipio de Lavras, não podemos divulgar o nome das pessoas que foram vacinadas. Tivemos hoje uma reunião com o Ministério Público e o mesmo nos relatou que devido a Lei 13.709 - (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais), não podemos expor os dados daquelas pessoas que foram vacinadas. Se alguém tiver alguma denúncia, pode formalizar no Ministério Público", disse a Coordenadora de Imunização do município, Michelli Vassalo.

Conforme o calendário do Ministério da Saúde, a prioridade para vacinação seriam os trabalhadores da saúde, pessoas com 60 anos ou mais que moram em asilos e os indígenas.
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem