Aliança Energia inicia testes mensais do sistema de alerta da Usina de Funil

Aliança Energia inicia testes mensais do sistema de alerta da Usina de Funil

A Aliança Energia iniciará a partir de maio uma nova rotina de testes sonoros periódicos das sirenes do Plano de Ação de Emergência (PAE), da Usina Hidrelétrica de Funil, instaladas nas cidades de Lavras e Ribeirão Vermelho.

Os testes ocorrerão mensalmente, sempre na primeira quarta-feira de cada mês, a partir das 14h, com acionamento das sirenes simultaneamente. Cada toque terá duração de aproximadamente 20 segundos, podendo se repetir algumas vezes em caso de necessidade. Uma mensagem de voz informará o início do teste, seguida de uma música que tocará por alguns segundos e, por fim, outra mensagem de voz indicará a conclusão do teste.

O primeiro acionamento do sistema está marcado para o dia 3 de maio e, por se tratar de um teste, os moradores dessas regiões não precisarão se deslocar para pontos de encontro.

De acordo com o coordenador da Usina Hidrelétrica de Funil, Willian Rosa, a barragem segue estável e segura e essa nova rotina de gestão do sistema de alerta visa acompanhar o correto funcionamento das sirenes em cumprimento à legislação vigente.


“É importante destacar que esses testes mensais são preventivos, visando garantir que as estações remotas, onde estão instaladas as sirenes, recebam os comandos de acionamentos, quando realizados. Caso sejam necessários outros testes de funcionamento do áudio e da cobertura do sistema, poderemos realizar novos testes técnicos, mas que serão divulgados com antecedência”, explica Willian.


Ainda segundo Willian, o grupo de trabalho deste tema, composto por representantes da Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e da equipe da Aliança Energia segue com a rotina de acompanhamento e irá monitorar e supervisionar essas ações preventivas todos os meses. 


Plano de Ação de Emergência (PAE)


Em atendimento à Política Nacional de Segurança de Barragem, foi elaborado pela Aliança Energia o PAE, um documento que define as estratégias de resposta para cenários de emergência na barragem da Usina de Funil, além de estabelecer as interfaces com os órgãos de proteção e Defesa Civil. Os municípios localizados abaixo das barragens já possuem um sistema de alerta e de prevenção para que a população seja avisada e saiba se orientar de maneira eficaz no caso de alguma intercorrência.

Desde 2019 as sirenes que compõem o sistema de alerta são testadas periodicamente e a comunidade é orientada por meio de campanhas e ações de comunicação sobre como proceder em caso de emergência. 

 


Usina de Funil


Inaugurada em 10 de dezembro de 2002, a Usina de Funil está localizada no rio Grande, entre os municípios de Lavras e Perdões, e tem potencial de geração de 180 MW, o suficiente para abastecer uma cidade com 500 mil pessoas.


Fonte: Ascom UHE Funil

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

نموذج الاتصال