FALTA DE CONSCIÊNCIA DA POPULAÇÃO AGRAVA PROBLEMAS DA CIDADE

A população de Lavras não pára de reclamar. São buracos e mais buracos, e vários transtornos provocados nesta época de chuvas, como terrenos vagos com mato enorme, sempre com descaso por parte do poder público. Mas, basta andar um pouco pela cidade, para perceber que o poder público tem somente metade de culpa em tudo isto, já que os mesmos que reclamam são os que jogam um "papelzinho" pela janela de seus carros, são os proprietários de terrenos que não dispensam o devido cuidado que o local deveria ter, são os que praticam atos de vandalismo, entupindo bueiros ao jogar lixo nas ruas.

Prova disto são as imagens que o jornal online O Lavrense colheu. Têm bueiros arrancados, cheios de lixo. Impossível saber se foi por ação de chuvas, já que entopem e a força das águas acaba arrancando, ou se por ação de vândalos.

O certo é que, seja qual for a alternativa, trata-se de descaso do próprio cidadão comum, que pega o telefone e só faz reclamar, sem oferecer o devido cuidado que a cidade merece, já que o poder público precisa de ajuda por parte do cidadão. Antes de reclamar, o cidadão deveria pensar antes de jogar lixo nas ruas, de entupir os bueiros, causando transtornos e enchentes. Reclamar e exigir direito é preciso, mas as pessoas não podem esquecer de seus deveres como cidadãos.

COM CHUVAS, LAVRAS SE TRANSFORMA NA BURACOLÂNDIA


Com as chuvas dos últimos dias, obras entregues à população lavrense desmancham.São ruas "asfaltadas" que se desmancham com as primeiras chuvas deste início de ano.Para a população de alguns bairros que esperou anos e anos para terem suas ruas pavimentadas, resta a indignação. Para o setor de Obras da Prefeitura, trata-se de serviços mal feitos, desde a sub-base até a camada asfáltica de má qualidade e espessura muito fina.

Os prejuízos são imensos e a secretaria de obras da Prefeitura aguarda o fim do período das chuvas para tentar solucionar, de forma defitiniva, o problema dos buracos que atormentam os motoristas e pedestres nas ruas de vários bairros da cidade.

22/01/07
Postagem Anterior Próxima Postagem