Maníaco que ataca dentistas ignora a polícia e marca nova consulta

O maníaco Arquimedes de Abreu Filho, de 50 anos, continua marcando consultas em clínicas odontológicas de Belo Horizonte, mesmo com o cerco montado para prendê-lo. Apontado pela polícia como o homem que tem invadido consultórios e aterrorizado profissionais da saúde na capital, o criminoso teria agendado atendimento em uma clínica no Bairro Céu Azul, na Região de Venda Nova, para o fim da tarde de quinta-feira.

Usou como pretexto a falta de dois dentes laterais e solicitou o serviço de implante dentário. Porém, Arquimedes não compareceu no horário marcado. A dentista, que não teve o nome revelado, procurou a Delegacia de Crimes Contra a Mulher.

Na sexta-feira, a delegada Silvana Fiorello Rocha alertou as profissionais a atender depois do horário comercial somente pacientes já conhecidos. "Não é motivo para pânico, mas é uma forma de se precaver", disse. Para ela, o contato feito com a clínica odontológica no Bairro Céu Azul pode ser uma tática usada por Arquimedes para tentar desviar o foco da polícia.

A cada dia novas informações do maníaco surgem na Delegacia de Crimes Contra a Mulher e novos casos são apurados. Na manhã de sexta-feira, uma balconista de 25 anos procurou a delegacia para prestar depoimento. Ela seria a oitava vítima do maníaco identificada pela polícia.

A cada dia novas informações do maníaco surgem na Delegacia de Crimes Contra a Mulher e novos casos são apurados. Na manhã de sexta-feira, uma balconista de 25 anos procurou a delegacia para prestar depoimento. Ela seria a oitava vítima do maníaco identificada pela polícia.

Antes de chegar a Belo Horizonte, a última cidade em que o estuprador agiu foi Lavras. No dia 22 de fevereiro o suspeito teria se passado por paciente e agredido uma dentista no centro da cidade.
Postagem Anterior Próxima Postagem