VIGILÂNCIA SANITÁRIA PROMETE FISCALIZAÇÃO RIGOROSA

O Departamento de Vigilância Sanitária, da Secretaria Municipal de Saúde, já tem esquema montado para garantir a segurança alimentar dos foliões neste Carnaval em Lavras. A ação preventiva é fundamental, afinal, alimento não é fantasia.

O bloco da Vigilância Sanitária vai ás ruas com fiscais devidamente identificados. Eles irão trabalhar nos dias de Carnaval em sistema de revezamento. Nenhum trailer, barraca ou bar passará despercebido da ala dos fiscais sanitários. A medida, num primeiro momento, é totalmente preventiva. Porém tudo será observado, a começar do maquinário, como geladeiras, que devem estar em bom estado de uso, além dos balcões e vitrines, que deverão ser adequados e limpos. Os utensílios deverão ser todos descartáveis, exceto, nos clubes, em que havendo cantina apropriada e água potável, o fiscal poderá liberar o uso de talheres.

No item referente à limpeza e higiene das barracas e trailers, que os proprietários deverão manter cestos de lixo à disposição dos fregueses, renovando-o constantemente. Já dos manipuladores será exigido asseio corporal, não apresentar feridas abertas e nem estar com algum tipo de doença viral, como gripe. Além disso, eles deverão fazer uso de jaleco,devidamente alvejado, proteção para o cabelo, como boné, lenço ou toca, e manutenção das unhas limpas e cortadas.

Alimento não é fantasia - Todos os condimentos, como maionese, catchup e mostarda, só poderão ser oferecidos em embalagens descartáveis, sendo que molhos que levam a mistura de maionese estão terminantemente proibidos, assim como os alimentos que sofrerem temperaturas elevadas, como o tradicional churrasquinho, não poderão ser reaproveitados mais tarde. Todos os alimentos deverão ser devidamente protegidos de impurezas.

O objetivo desta fiscalização preventiva é garantir aos foliões a ingestão apenas de alimentos saudáveis neste Carnaval.

Punição - Não haverá tolerância e, se necessário, utilizando dispositivo legal, os fiscais poderão requerer o apoio da Polícia Militar e retirar o comerciante infrator do seu ponto de venda.
Postagem Anterior Próxima Postagem