Vaga de vereador em Lavras exige mais de 6 mil votos

A quantidade de votos necessária para que os partidos consigam eleger um vereador para a Câmara de Lavras na próxima eleição de outubro chega a 6.452. Esse será o quociente eleitoral máximo, obtido no caso de os 64.520 eleitores aptos a votar comparecerem às urnas e escolherem um candidato.


Embora tenha um nome complicado, o cálculo é relativamente simples: basta dividir o número de votos válidos (descontando brancos e nulos) pelo total de vagas disponíveis na Câmara (10 cadeiras).

De acordo com especialistas em Direito Eleitoral, o dado é utilizado pelos partidos para projeções antes das eleições. É possível fazer as contas e chegar próximo ao tamanho da bancada.

A conta

O número, no entanto, não é fixo e pode diminuir. O valor oficial só sai depois da votação. Nas eleições de 2004, por exemplo, quando poderiam votar 59.680 eleitores, só 52.398 compareceram e, entre eles, apenas 49.224 foram votos válidos.

Se as mesmas médias de abstenção (12,4%) e votos válidos (93.98%) forem mantidas, haverá 56.649 votantes e 53.238 votos válidos. Assim, o quociente cairia para 5.339.

Para representantes de partidos ouvidos por O Lavrense, a tendência é que o número final fique na casa dos 5.500 mil votos.

Análise

Os dados indicam que as alianças em torno da disputa para a Prefeitura e Câmara Municipal de Lavras passam a ganhar ainda mais valor. Afinal, não é fácil conseguir, sozinho, mais de 5 mil votos. Assim, as coligações e os partidos, no coletivo, passam a ser mais importantes que apenas um bom nome. Ou seja, dez candidatos com mil votos valem mais, para o partido, que um com 3 mil votos.

O sistema eleitoral, embora problemático, é feito pensando nos partidos, não nas pessoas. Com a decisão do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) de que os mandatos são dos partidos, não dos políticos, faz sentido que a representação seja feita pela votação partidária.

Em Lavras, nas eleições de 2004, todos os vereadores foram eleitos devido aos votos do partido, ou seja, não conseguiram sozinhos, votos suficientes para ultrapassar o quociente eleitoral daquele ano.

19/05/08
Postagem Anterior Próxima Postagem