Prostituição avança e incomoda moradores em Lavras

Não há números que confirmem nem as autoridades estão dispostas a assumir, mas a prostituição avança na região central de Lavras.

A constatação é de moradores e comerciantes que reclamam do movimento na porta de suas casas ou estabelecimentos. Um exemplo é a região da Praça Santo Antônio e nas proximidades do velório na região central da cidade. Quem passa por ali à noite se constrange, pois prostitutas, travestis e seus "clientes" agem livremente.

"Essa região já foi boa pra se morar. Hoje, acho que ninguém esta satisfeito em viver por aqui", desabafa um morador ouvido por O Lavrense.

"É complicado. A gente trabalha para ter um ambiente familiar, mas o comércio sexual do lado de fora acaba afetando a freguesia. As mulheres não querem vir com os maridos, e os pais evitam trazer as crianças", reclama o dono de um bar.


Outro dono de bar também reclama. "Mesmo quando eles ficam somente na rua, já atrapalham, pois inibem a clientela que mais nos interessa. A situação fica pior quando eles entram nos restaurantes com roupas inadequadas e pedindo as coisas. Eu defendo o direito que todos têm de ir e vir, mas acho que eles devem respeitar o ambiente", disse o empresário, que preferiu não se identificar.

Apesar das reclamações, autoridades da cidade afirmam que não há dados que apontem para o aumento da prostituição.

04/02/09
Postagem Anterior Próxima Postagem