EXCESSO DE OUTDOORS AUMENTA POLUIÇÃO VISUAL EM LAVRAS

A quantidade de outdoors na área urbana de Lavras cresce de maneira desordenada, aumentando ainda mais a poluição visual em toda a cidade. Não se sabe ao certo se o problema ocorre devido à falta de uma legislação específica ou mesmo por falhas na fiscalização desse tipo de publicidade.


Morador do bairro Bicame, o funcionário público Dionísio Costa, 35 anos, costuma fazer caminhadas pela Rua Comandante Soares Júnior e achou de profundo mal gosto a colocação de um outdoor no gramado do jardim da Igreja de São Sebastião (foto).



"Anúncio na traseira de ônibus, placas e agora até no jardim da igreja. Tem propaganda por todo o lado. A poluição visual já está tomando conta da cidade”, lamenta.

Os anúncios interferem no cotidiano dos moradores de Lavras que se defrontam com a colocação de painéis de públicidade sendo acrescentados aos já existentes, sem qulaquer planejamento, padronização ou limites.

Uma coisa é certa, a responsabilidade final sobre o assunto cabe ao poder público de Lavras que deve, ou pelo menos deveria, coibir a degradação ambiental pela poluição visual. A poluição visual proporcionada por esse tipo de publicidade, além de promover o desconforto espacial e visual dos cidadãos, desvaloriza a cidade, tornando-a apenas um espaço de promoção de trocas comerciais.
Postagem Anterior Próxima Postagem