Protagonismo juvenil é destaque em escola estadual de Lavras

Como forma de promover o acesso à pesquisa e a integração à cultura na educação básica, fomentando o protagonismo de jovens, nove alunos do ensino médio da Escola Estadual Firmino Costa, em Lavras, viveram uma experiência inovadora na cidade do Rio de Janeiro. Eles visitaram o Parque Tecnológico da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e o Museu do Amanhã, na capital fluminense, entre os dias 30/9 e 1/10.


Protagonismo juvenil é destaque em escola estadual de Lavras
Os alunos da EE Firmino Costa visitaram a Inovateca, espaço tecnológico da UFRJ, no Rio de Janeiro. Foto: Arquivo Escolar. 

As atividades fazem parte do projeto de Iniciação Científica “Empreender e Inovar: a Química em seu cotidiano”, desenvolvido pelo grupo de alunos pesquisadores da unidade de ensino. Professores envolvidos no trabalho acompanharam os alunos. A viagem e as ações relacionadas ao projeto foram custeadas com recursos disponibilizados pela Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG) para a escola, que participa do Projeto de Iniciação Científica na Educação Básica viabilizado pela pasta. A unidade também foi contemplada com notebooks que foram utilizados pelos alunos durante a preparação dos estudos.

O Projeto de Iniciação Científica na Educação Básica é uma iniciativa SEE/MG que objetiva incentivar e oportunizar a prática da iniciação científica aos jovens estudantes dos ensinos fundamental e médio, apoiando as habilidades coletivas que relacionam os conhecimentos e saberes da escola e comunidade, promovendo a integração entre os diversos atores da comunidade escolar.

A analista educacional Kessiane Goulart, que integra a coordenação da iniciativa na SEE/MG, destaca a importância da iniciação científica para a vida dos estudantes.

 “É importante porque desperta o interesse e entendimento desse poder de protagonismo que leva os estudantes para faculdade, além de aprender como se faz uma pesquisa científica, utilizando das metodologias de pesquisa disponíveis em todas as áreas de conhecimento como a Ciências da Natureza, Ciências Humanas, fortalecendo as habilidades do currículo”.

O projeto dos estudantes da E.E. Firmino Costa foi dividido em etapas realizadas de forma concomitante entre a sua pré-produção, definição da temática como meio ambiente, elaboração, criação do quiz de perguntas e respostas, criação de jogos sustentáveis e visitas técnicas. Os alunos também participaram de palestras com docentes de diversas instituições, onde trocaram experiências com profissionais da área, de forma a aproximar os estudantes aos mais diversos tipos de experimentos, proporcionando aos estudantes possibilidades de criação e o desenvolvimento de novos projetos.



Ciência e pesquisa


A visita ao Parque Tecnológico incluiu passeio à Inovateca, espaço tecnológico voltado à criação, empreendedorismo, tecnologia e inovação; e Laboratório de Tecnologia Oceânica, onde os estudantes puderam conhecer de perto um pouco do trabalho dos pesquisadores, além de descobrir o que de diferente tem sido feito em pesquisas na área de engenharia oceânica a partir da geração de ondas e propriedades marítimas. No Museu do Amanhã, os alunos tiveram a oportunidade de obter conhecimento interagindo com a tela de um computador. Por lá, foram contempladas as áreas de biologia, ciências (experiência do cosmo), engenharia, além de visões futuristas.

Para a coordenadora da Iniciação Científica na unidade, professora Juliana de Andrade Santiago, a visita ao Rio de Janeiro tem um fator fundamental. 

“Um ponto importante para destacar dessa viagem foi o fortalecimento da instituição e desse núcleo na nossa escola. Para além desse projeto, os alunos estão à frente de várias iniciativas, como o desenvolvimento de habilidades relacionadas à liderança, comunicação, autonomia sem falar na questão do empoderamento que é muito importante”, destacou a professora.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

نموذج الاتصال