Nova usina fotovoltaica da UFLA entra em operação

Nova usina fotovoltaica da UFLA entra em operação

As operações da nova Usina Fotovoltaica da Universidade Federal de Lavras (UFLA) já estão em pleno funcionamento, marcando mais um passo significativo na direção à sustentabilidade energética da Instituição. Será possível a geração de 159 mil kWh por mês, o que garante o atendimento a cerca de 25% da demanda energética da Universidade.

Situada na Avenida Norte, esta usina fotovoltaica abriga atualmente 3.560 módulos fotovoltaicos em operação. Em um esforço para ampliar a sua capacidade de geração de energia limpa, a UFLA incorporou 2.600 placas fotovoltaicas, integrando-as aos já existentes 960 módulos de geração própria de energia.


 “Com a conclusão desta expansão, a usina alcança uma potência total de 1,37 megawatts-pico, resultando em uma economia substancial de 26,3% nos gastos da UFLA com eletricidade”, destaca o engenheiro eletricista da Universidade, Marcelo Arriel.


A nova usina fotovoltaica equivale à geração de energia mensal para cerca de 1.060 unidades consumidoras residenciais.

Para a concretização da usina, houve um investimento de aproximadamente 5 milhões de reais. 


“A concretização desse projeto foi um desafio, uma vez que a aquisição dos materiais necessários para operar uma usina fotovoltaica de tal envergadura é extremamente complexa. Para ilustrar as complexidades envolvidas, foram realizados um IMG 0094total de nove processos licitatórios desde o ano de 2020, entre pregões e dispensas de licitação”, explica o pró-reitor de Planejamento e Gestão da UFLA, professor Márcio Machado Ladeira.


O reitor da UFLA, professor João Chrysostomo de Resende Júnior reforça o compromisso contínuo da Universidade com a sustentabilidade e a gestão responsável de seus recursos energéticos, com a expectativa de aumentar a usina fotovoltaica e chegar no máximo de geração de energia permitido por lei. “Atualmente, estamos empenhados na construção de uma nova usina fotovoltaica próxima ao Parque Tecnológico”. Neste caso, segundo o reitor, será contratada uma usina já montada, evitando assim a necessidade de compra isolada de materiais e a subsequente construção. “Dessa forma, teremos maior eficiência e eficácia no uso do recurso público, acelerando o processo de colocar a usina em operação para a geração de energia”. 


Em tempo real 


23% da usina já está sendo monitorada em tempo real para acompanhar a economia gerada pela usina fotovoltaica da UFLA. Durante os primeiros 20 dias do mês de setembro foi possível identificar uma economia significativa de 11 mil reais. "Estamos ansiosos para expandir esse monitoramento e acompanhar toda a geração de energia da UFLA em um futuro próximo", destaca o engenheiro eletricista Marcelo Arriel


Fonte: Ascom UFLA

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

نموذج الاتصال